Vazio sanitário da soja começa hoje para combater ferrugem asiática

Por Redação | 15/06/2017 às 17h

Vazio sanitário da soja começa hoje para combater ferrugem asiática

Por Redação | 15/06/2017 às 17h

Entre os dias 15 de junho e 15 de setembro de 2017 produtores rurais dos estados de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Paraná, Rondônia e São Paulo não podem cultivar soja nos campos.

A medida corresponde ao vazio sanitário do grão, período em que fica proibido o cultivo da oleaginosa com o objetivo de combater inóculos da ferrugem asiática, fungo que causa perdes consideráveis de produtividade.

A lei ajuda a garantir a sanidade vegetal. “Essa é uma importantíssima ferramenta para controle da quantidade de inóculos de ferrugem e garantia uma boa produtividade, ainda mais em um cenário em que a maior parte dos defensivos vem perdendo o seu efeito. Sendo assim, cada vez mais o vazio se torna fundamental”.

O período de 90 dias foi estabelecido considerando que o tempo máximo de sobrevivência dos esporos no ar é de 55 dias. O grão não pode ser plantado nesse prazo e, além disso, todas as plantas voluntárias - conhecidas como guaxas ou tigueras - devem ser eliminadas das propriedades, seja por meio de processos mecânicos ou químicos.

No clico 2016/17 os cinco estados produziram 59 milhões 529 toneladas.

As expectativas de ocorrência de um el nino não devem se confirmar para o segundo semestre de 2017. A Nadiara Pereira traz informações de como deve ficar a condição do clima para o término do vazio sanitário.

 

TÓPICOS: Agronegócio Soja